Resumo Digital

Travessia urbana

Com o inverno pela frente, frio, chuvas, tudo para dificultar um ritmo mais intenso na construção do que falta fazer na travessia, ou seja, do Castelinho até a Ulbra. Com algumas partes já concluídas, o trânsito trafegando, mas pelo visto está faltando uma rigorosa fiscalização em algumas partes o acabamento deixa a desejar e pelo porte e volume da obra se faz necessária qualidade reduzindo os lucros. Com a recente chuva o asfalto se remove com facilidade, inclusive nas laterais, é economia de recursos ou está dentro do projeto? Deve ter o memorial de obras. E o que se constata é o ritmo acelerado do viaduto da Hélvio Basso, nem final de semana os trabalhadores deixam de executar a obra, bom sinal que tendo dinheiro a empreiteira cumpre seu papel. Várias indagações têm chegado até nós perguntando como será a lateral da Duque até a Hélvio Basso, em condições técnicas e durabilidade, pois no momento o asfalto está destruído e não poderia ser diferente pelo intenso trânsito de veículos pesados. Lá na parte oeste os viadutos também lentamente têm os serviços acontecendo, só que no viaduto que dá acesso a Cohab Santa Marta tem muito a ser feito, mas os motoristas e a população esperam que antes seja concluído o túnel da Vasco da Cunha.

Nomes: como é bom ter um parlamentar federal santa-mariense que representa o seu município na Câmara Federal, Paulo Pimenta. Passadas as eleições não importa o partido o político deve cuidar da cidade que representa e no momento oportuno ele deve ter apresentado um projeto que o parlamento vai julgar denominando a Travessia Urbana de Santa Maria que vai do Castelinho até a Ulbra, justa homenagem e reconhecimento, todos nós devemos favores ao saudoso reitor José Mariano da Rocha Filho pela sua visão empreendedora principalmente na educação. Hoje estamos colhendo frutos dessa semente que germinou com tanta prosperidade. Mas também deve ter pedido o parlamentar a denominação de Renan Kurtz ex-deputado estadual para o viaduto do Castelinho, o primeiro da travessia inclusive beneficiando a 509. O viaduto da Pedro Pereira que sai da Estação Rodoviária pela 287 a Faixa Nova, vai chamar-se Gilberto Benetti, primeiro reitor eleito da UFSM. O Viaduto da Duque de Caxias terá o nome de José Moacir Teixeira, fundador da Planalto Transportes. O Viaduto da Uglione que segue em obras se chamará Humberto Gabbi Zanatta, político, professor e advogado. O Viaduto da Walter Jobim será Maria Zaira de Grandi que foi proprietária do Jornal A Razão. Viaduto T. Neves e Distrito Industrial com o nome de Cirilo Costa Beber que muito trabalhou pela Cacism, pela cidade e pelo Distrito Industrial, inclusive ali está a Avenida Pedro Saccol que era seu companheiro nas ações de interesse da cidade.

Jornal_aCidade_Agosto_2020_LIB.cdr

Comment here