Sem categoria

Resumo Digital – 22 de abril de 2020

O coronavírus: as pessoas estão em casa, em quarentena zelando pela vida e pela família que tem valor maior do que o restante, por tantas informações via mídias que nos dão o indicativo de que vai longe. Triste a estiagem que prejudica em todos os setores, por outro lado beneficia a saúde. É o momento de pensar, equilibrar. O egoísmo, a ganância, quem viu ontem em Manaus a forma dos sepultamentos e quem consegue superar a doença recebe uma festa ao sair do hospital. Cada um deve fazer a sua parte, ficar em casa, seguir as orientações das autoridades para podermos ter tranquilidade e vida longa. O surto atingiu até os países potentes do mundo e não escolheu quem atingir, ninguém está imune. No Brasil existe um conflito institucional e é preciso que as instituições busquem o diálogo e o entendimento e esqueçam as eleições e pensem na vida. O comércio abriu no sábado, ontem teve complicações porque só segunda-feira por volta das 18h que chegaram a um acordo com os sindicatos patronal e dos trabalhadores para poderem abrir no feriado. Numa crise dessas, com contas a pagar, ao invés de somar eles vêm complicar. Agora, já são centenas de demissões, o sindicato vai dar respaldo aos ses associados? Mas hoje constata-se uma maior movimentação, mas cada um deve zelar por si e pelos outros.

21 de abril – Tiradentes: todo mundo ficou em casa sabendo do feriado, será que alguém sabe qual é o motivo? Alguém conversou sobre isso? Inclusive levaram um abraço a polícia civil e militar, aos metalúrgicos? E ontem também marcou os 35 anos da morte de Tancredo Neves. Um feriado para refletir e mais um dia de folga, não para todos, pois os heróis da saúde estão vigilantes e atentos.

Hoje – 22 de abril: data importante pelo Descobrimento do Brasil. Já que não tem aulas, as famílias estão reunidas e ao invés de ver reprises pais e filhos comentem sobre 22 de abril de 1500 em que os portugueses descobriram a Pátria Amada.

Agentes de viagem: um abraço a esses profissionais, uma categoria que produz com alegria e contentamento, mas neste ano será delicado para sua atividade.

Gastronomia: inúmeros estabelecimentos estão abertos, mas constata-se pouco movimento, pois tem aumentado a tele-entrega ou as buscas. Faça o pedido e leve para casa o que escolher seja nas pizzarias, pastelarias, galeterias. Procure e vai encontrar. E no Bangalô também tem o almoço ou jantar rápido, o que não falta é a pizza, é só se hospedar e solicitar.

Obras municipais no interior: continuam em ritmo acelerado, têm verba, máquinas e pessoal e ainda a estiagem. Um momento adequado para fortalecer a produtividade no nosso município.

Lar das Vovozinhas: não é um hospital, é uma casa para idosos. E como tal deve ter a sua estrutura. Acompanhei ontem a entrevista de Sergio Medeiros, presidente do conselho do lar na Rádio Imembuí com o Renato e o Carlinhos, a situação é dramática, já reduziu o número de idosos, são 150, mas uma folha de pagamento considerável até porque pela exigência até do sindicato é necessário enfermeiras de alto padrão que são sete, faltam produtos para alimentação, reduziram as doações. Segundo o entrevistado o caminho é um só entregar para o setor público, já como a situação reinante é delicada. Ainda bem que temos voluntários e alguém pergunta aonde está o dinheiro da Havan, que foi para pagar parte da dívida que superava R$ 1 milhão, o déficit mensal é elevado, não tem ajuda pública e para completar não terá a festa anual este ano. Quem puder, ligue e faça sua doação que estará contribuindo pela vida das idosas, pois o salário mínimo que elas recebem dá para pagar 50% do gasto de cada vovó que ali reside.

Serviços: não perca a viagem, a prefeitura está fechada, só com agendamento. Os cartórios estão com horário especial. Antes de sair de casa telefone aonde precisa ir para saber se terá atendimento.

Bandidos: no estado assaltaram um açude, soltaram toda a água para levar 150 carpas, nem o peixe escapou.

Escola Municipal Irmão Quintino: localizada na Vila Caramelo foi criada em 20 de abril de 1968, é um colégio tradicional desta região.

Resistência: é tanta reclamação que chega a respeito das mensalidades escolares. Alguns estabelecimentos, cursos de idiomas estão irredutíveis, não querem dar desconto ou fazer acordo. Vão acabar fechando. Como será o ano em curso? Ninguém sabe e além disso com 30 dias sem aula quanto economizaram em luz e na estrutura do estabelecimento.

Briga dos grandes: os principais países Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido e outros querem que a China informe a origem do novo coronavírus pois foi lá onde começou.

APOIO: Vidraçaria Miragem, Estação Rodoviária, CFC Padre Reus, Construtora Jobim, Pampeiro, Expresso Medianeira, AM Brum Assistência Familiar Angelus, Desinservice, Sislimpa, Sicredi, Casa do Pastel, Bella Vista Supermercados, Floricultura Yamamoto, Sercimaq, Labivida, Pozzobon Agropecuária, Auto Ivo Multimarcas, Churrascaria Bovinu’s.

Comment here