Sem categoria

Ponto do Cafezinho – 16/04/2020

Obras municipais: alegro-me em ver a cidade mobilizada na prevenção, mas é necessário trabalhar e produzir. As pessoas estão cansadas de ficar em casa assistindo alguns canais de TV que só trazem tristeza, pouco positivos, a desgraça dos outros rende para alguém. Como li nessa semana a prefeitura de Fortaleza publicou uma página num jornal gaúcho abrindo concorrência para construir lá um hospital. Gente, dinheiro público é fácil de gastar. Será que o Norte e Nordeste não teriam uma empresa capaz de fazer essa obra? Claro que temos qualidade, mas quanto custaria a mais daqui para lá? Bom para o jornal que faturou uma página na certa com valores consideráveis. Isso se chama preparação para as próximas eleições, é vitrine para gestores públicos. Mas o que me alegra é ver na semana a prefeitura colocando nas redes sociais as obras em andamento, são quase R$ 10 milhões a serem aplicados, bem como a patrola no interior do município. Isso deveria estar pronto, dada a estiagem que vivemos, o tempo seco e não tinha coisa melhor do que fazer com urgência esse trabalho. Mas quantos distritos estão aplaudindo esse momento.

Filme: quem gosta de criar e escrever na certa em breve teremos para assistir um sobre o coronavírus, a origem, o comércio, as preocupações e tristezas que o inimigo criou para o mundo e os bilhões que a China recebeu por ter tecnologia e estar preparada sempre para o que vier.

Feriadão: mais um pela frente. dia 21, dia de Tiradentes, terça-feira. Ninguém viajou na Páscoa e não será agora que fará. As pessoas estão cansadas de ficar em casa, querem exercitar-se com trabalho, mas essa data é importante. Busque na história, converse na sua família quem foi Tiradentes.

Obrigado, Senhor: por meu trabalho, meu alimento, minha saúde e meu viver. De longe me acompanhas, posso andar, falar e correr. Para mim é uma alegria quando chega o fim do dia, obrigado senhor. (Anésio Amaro Coelho).

O leite: a produção foi prejudicada pela estiagem, não é igual como era sempre e o produtor com tanto trabalho investe em tecnologia, quando tiver aumento no valor ele é o culpado. Só que seu produto na base é entregue para a indústria e lá o preço dobra ou até mais. E além disso, a moda antiga, igual o boi vivo, o pagamento leva de 30 a 45 dias. Cuidem o coronavírus, ele veio para equilibrar e o atravessador deve ter consciência dos seus limites.

Privacidade:  a mídia vem divulgando com ênfase que a Câmara dos Deputados deu prazo de 30 dias para que o presidente Bolsonaro apresente o atestado de que não foi contaminado pelo coronavírus. Onde está o sigilo médico? É igual o jornalista que não é obrigado a revelar a fonte. Será que os projetos da câmara estão todos dentro dos prazos? Onde algum deputado quer chegar? Estão mexendo com as cobras. O Brasil precisa de paz e entendimento e mais tempo para Jesus como disse hoje o arcebispo de Aparecida, dom Orlando, as pessoas não sobram tempo para ler a Bíblia, receber Jesus ou durante o dia pensar nele, tudo é material. Ontem também o ministro Gilmar Mendes disse que a Constituição prevê em caso de não controlar ou cuidar a contento uma epidemia igual agora a responsabilidade recai sobre os governantes, será que não se dão conta de que o surto é mundial e não atingiu em massa e sim as pessoas individualmente, mas não tenham pressa, tomara que não, mas deverá tocar em cada brasileiro principalmente em alguns gestores e pergunto ao mesmo tempo o que as instituições (executivo, legislativo e judiciário) fizeram até o presente para economizar de modo geral para investir na saúde e na prevenção? O setor empresarial vem fazendo sua parte, mantendo empregos e a solidariedade em ajudar de alguma maneira as pessoas. Só Santa Maria ontem recebeu 24 mil kg de cesta básica fora o que aqui foi recolhido. É preciso cortar nas raízes os gastos públicos, poderá faltar logo ali adiante e daí, já não falta no estado para pagar o funcionalismo só no executivo porque o parlamento e o judiciário mantêm a pontualidade. Não esqueçam que o coronavírus veio para equilibrar, é como disseram na entrevista que vai ao ar sábado os presidentes do Sicredi da Região Centro, Pedro Ferreira e Renato Marin, o Sicredi contata com cada associado para buscar uma solução, assim funciona quem valoriza a produção e as pessoas, e não só pensa em si.

Os decretos: temos federal, estadual e os prefeitos têm seu poder de decisão. Pela estiagem existente, frio pela manhã, calor à tarde, pela estrutura preparada em Santa Maria acho que o prefeito deveria permitir a volta das atividades. As pessoas sendo conscientes de não fazer aglomerações e liberar também o transporte coletivo para quem precisa trabalhar, e que os idosos fiquem em casa. O comerciante precisa vender para poder pagar inclusive seus funcionários, nem fala em compromissos, tenho certeza que os impostos ficarão para depois. E para quem vai comprar, compre o necessário, não exagere. Até aqueles que receberam do governo federal consideráveis valores saibam administrar, inclusive a cesta básica gratuita. Tudo requer gestão. Que hoje à tarde Nossa Senhora Medianeira ilumine o prefeito Jorge e seus assessores para que o setor comercial-empresarial sejam contemplados como recompensa pelo fechamento e pela não circulação em suas atividades. Foram mais de 15 dias uma cidade deserta, é hora de dar a contrapartida. Neste momento mesmo, em frente ao Jornal A Cidade a rua e a parada estão limpas. Valeu a lição para todos, agora é preciso mudar.

APOIO: Restaurante Estância do Minuano, Mecânica Manfio, Irmãos Bissacotti, Sucessu’s Tecidos e Malhas, Agafarma Camobi, Beltrame Casa Completa, Sibrama, Aguativa, Móveis de Gramado Benetti, Redemac Potrich, Tiane Jóias, SM Fibras, Royal Plaza Shopping, Santa Catarina Transportes, Mecânica Medianeira, Vigilare, Madeireira Cerrito.

Comment here