Artigo Padre Bertilo

Pe. Bertilo – Do indivíduo ao individualismo: você é individualista?

Pe. Bertilo João Morsch – Pároco da Paróquia da Ressurreição e Reitor do Seminário Maior São João Maria Vianey.

         Cada ser humano é único no mundo. Isso representa uma dignidade que pede respeito. Mas é um engano querer isolar-se dos outros. Garantir sua individualidade é bem diferente de ser individualista.

            Os tempos modernos trouxeram a importância de cada pessoa ser vista como um indivíduo. Isto foi um bom avanço na vida social. Reconhecer que cada um tem seu jeito, suas características, sua personalidade, sua subjetividade. Somos muitos, mas não uma massa. Surgiram daí os direitos e deveres de cada um na sociedade.

            Hoje em dia, os recursos técnicos e bens de consumo aumentaram as chances de cada um levar sozinho a vida. Instrumentos facilitam o trabalho individual, em casa e na profissão. Os aparelhos ajudam no lazer individual e colocam nas mãos de cada um o botão que decide sobre seus contatos e abertura para a rede de relações virtuais.

            Um exemplo claro está no uso da Tv e da internet. As vezes uma casa com quatro pessoas precisa ter quatro televisores, para não haver briga na escolha de programas. Com tanto reforço da individualidade, você é individualista? Boa pergunta para pensar. Ser individualista é um desdobramento ruim da individualidade, pois corrompe as relações. Sua característica principal é dirigir para si mesmo os interesses, as vantagens, as garantias da vida. Há dois modos para isso: desconhecer as necessidades e interesses dos outros; e/ou aproveitar-se dos outros para seus próprios interesses.

            Assim, o individualista pode estar até enturmado, mas busca se aproveitar do grupo para seu interesse próprio. O outro nome do individualismo é o egoísmo. Ele se expressa nas pequenas e nas grandes relações sociais, deixando tanta gente abandonada em suas necessidades.

            Garantir a individualidade sem ser individualista exige uma atitude básica: buscar perceber o lado dos outros, suas necessidades, e também as necessidades que temos em comum. Com isso se aprende que precisamos uns dos outros.

            A espiritualidade cristã vai mais adiante. Jesus mostra que Sair de si e amar, partilhar a vida é a principal característica de Deus em nós. É o caminho de garantirmos nossa própria vida e segurança. No fundo, é a grande passagem: sair de si mesmo para comungar a vida com os outros.

APOIO: Vidraçaria Miragem, CFC Padre Reus, Construtora Jobim, Pampeiro, Expresso Medianeira, AM Brum Assistência Familiar e Funerária Angelus, Desinservice, Sislimpa, Sicredi, Casa do Pastel, Bella Vista Supermercados, Floricultura Yamamoto, Sercimaq, Labivida, Pozzobon Agropecuária, Auto Ivo Multimarcas, Churrascaria Bovinu’s, Restaurante Estância do Minuano, Mecânica Manfio, Irmãos Bissacotti, Sucessu’s Tecidos e Malhas, Agafarma Camobi, Walter Beltrame Ltda., Sibrama, Aguativa, Redemac Potrich, SM Fibras, Santa Catarina Transportes, Mecânica Medianeira Randon, Vigilare, Madeireira Cerrito, HCAA, Duque Auto Posto, Coopaver, Unimed, Moinho Santa Maria, Loja Safira, Frazzon Iluminação, Restaurante Vera Cruz, Ponto das Pedras, Multipress, Posto São Marcos, Guigu’s Gás, Casa do EPI.

Comment here