Resumo Digital

Locações

Tanto comerciais como residenciais, desse março temos conhecimento pela cidade da inadimplência e pelo que se sabe alguns proprietários ou imobiliárias pouco fazem para chegar a um acordo, nem proposta apresentam. Diariamente recebemos comunicações que não veiculamos sobre o quanto é grave a situação em Santa Maria, para quem prestar atenção em termos de ofertas para imóveis residenciais e comerciais é assustador, tudo na falta da humildade, no medo de perder valores e querer receber um valor igual ao passado. Mantenha o imóvel locado, reduza o aluguel, evite que o proprietário acione o contrato na justiça o qual deverá pensar muito, pois vai pagar advogado, custas processuais e ainda dependendo do processo e da condução do mesmo poderá encontrar um magistrado que vai fazer tudo pelo acordo. Vai sentir o inquilino e se ele tem boa vontade e intenções de pagar. Claro que tem os malandros e o inquilino nunca deve aproveitar a crise e o momento, sempre buscar o acordo, tolerância acima de tudo para ambas as partes. Sabemos que o contrato assinado, executado, será cumprido. Vale a pena? Até é importante que as pessoas vejam pela TV quando as pessoas são recuperadas da UTI o estado que deixam o hospital. Pela experiência no ramo imobiliário há mais de 40 conheço o mercado local, sei quantos problemas temos pela cidade, quantos proprietários gananciosos que não cedem, determinam que a imobiliária cobre e execute, sabemos que é seu direito pelo contrato e pela lei, agora ninguém esperava um momento semelhante, uma pandemia em que já faz seis meses que pouco se faz. O mundo vai ser restaurado, adequado e com limites em todos os sentidos. Vejam bem que o coronavírus é feroz e mundial. A esperança é na vacina, será ela o fator principal ou egoísmo, ganância pelo poder, pelo status e quando se parte apenas as despedidas e aquelas palavras ‘foi uma pessoa boa’. Vamos refletir, as imobiliárias, os proprietários de imóveis e os inquilinos para evitar sempre a justiça. O que você vai gastar lá, faça um acordo bem feito sobre o aluguel.

Casa da Amizade: é a entidade formada por mulheres que foi criada em 28 de julho de 1962. Seu trabalho é promover ações em benefício de quem tanto precisa. Tem sua sede própria na Rua Euclides da Cunha, 1781. Pela foto percebe-se o quanto são unidas e trabalham.

Missa: celebrada todos os dias às 18h na TV Aparecida, mas nas sextas-feiras Dom Orlando celebra e no final faz uma prece especial pelos doentes e idosos e sempre invoca o perdão. Na última sexta pediu para aqueles que desviam recursos destinados os hospitais e aos enfermos. Disse ele: ‘é um verdadeiro pecado’. É impressionante que os que desviam não se dão conta sobre o quanto estão lesando a saúde das pessoas.

Os de plantão: para bons negócios os oportunistas estão sempre atentos. Nos leilões ao invés de ajudar quem está mal, cavam um buraco para que afundem mais e se o patrimônio tem um valor estimado, eles oferecem a metade. Eles tentam. Inclusive em negócios de toda ordem é comum pessoas interessadas na compra em que só vale o que é deles, o que vão comprar sempre apresenta defeitos. Vamos ter igualdade e respeito, o negócio tem que ser bom para ambas as partes.

Pré-candidatos às eleições: pela conjuntura atual não deveria acontecer, mas os interesses financeiros, eleitoreiros e a cobiça dos cargos estão acima da saúde do povo. Como tem chegado por aqui paraquedistas, pessoas que transferem o título, trocam de sigla, sempre projetando a frente, ou seja, visando o seu lado. E alguns que já andam por aqui são de papo mesmo, com aquela conversa que empolga, fazendo lavagem cerebral até em lideranças locais, ele vende o seu peixe e conquista os eleitores. As siglas nem procuram saber sobre o passado, por onde militou e as siglas em que atuou e acabam deixando de apoiar quem conhece e convive no dia-a-dia pela cidade, depois lamentam que não temos representação popular no parlamento brasileiro, esse é um caso. Com mais de 200 mil eleitores temos pouca representação política em Brasília e Porto Alegre. A s siglas partidárias, não, os presidentes e os diretórios são os responsáveis pelas escolhas. O mundo foi restaurado, acabou o jeitinho, vale a competência e a criatividade.

Fronteira com o Paraguai: está fechada, mas o contrabando de cigarros, drogas e armas continua. Eles dão um jeito.

Clima: foi pouco frio, teremos uma semana com clima considerável e sexta, sábado e domingo a volta do calor. Anualmente no final de julho sempre era frio, mas tudo muda, veio até o coronavírus e os gafanhotos que graças aos argentinos que sacrificaram grande parte já não causam tanta apreensão.

Capricho: modernidade. As cidades modernas procuram colocar toda a rede elétrica de forma subterrânea por segurança e beleza. E a água pluvial da mesma forma, com tantos recursos técnicos é só cavar e construir. Estou apenas dizendo, não estou criticando. Visite a Acampamento e o serviço que foi feito e veja se isso representa a cultura de Santa Maria, com tantos engenheiros e arquitetos que poderiam transformar a Acampamento com beleza arquitetônica, já que a Construtora Jobim vai investir pesado bem no local das obras. A culpa não é da construtora, ela recebe o projeto para executar. Convido o prefeito e seus secretários para visitarem o cartão-postal que se apresenta. Quem vai repor as calçadas que foram danificadas, é o morador? Essa obra representa um século de atraso e não a modernização que exigimos. Aguarde os prédios do Jobim e do SESC que terão na sua frente uma rua principal, de saída da cidade nessas condições. Pelo menos que fosse projetada uma calçada legal, através de orçamento administrado pela prefeitura com o contrato de uma empreiteira que financiasse para padronizar todo o percurso. Lamento em dizer que nem as árvores com fortes raízes que destroem a calçada foram removidas. E ao lado do Jornal eu me proponho a cultivar uma muda frutífera, não na esperança de colher frutos, mas pelo menos faria a diferença.

Agricultores: hoje é sua festa e em 25 foi do colono. Nossa homenagem aconteceu no sábado na Rádio Imembuí e no Editorial segunda-feira. Mas são duas categorias que devemos sempre enaltecer pelo quanto representam na produção, transformação e inovação no interior inclusive com grandes investimentos em máquinas e equipamentos. Se o Brasil investisse mais no agronegócio teríamos produção suficiente, sem nada importado e além disso, uma geração de empregos sem limites, pois o jovem do interior já amadureceu, pois busca a universidade e volta para dar continuidade aos investimentos da família.

Propostas para a GARE: duas empresas tinham interesse, a de Passo Fundo não encaminhou e ficou só a nossa que é a Associação dos Amigos da GARE. Eu sou curioso em saber e na certa o santa-mariense também de quem faz parte dessa associação, é uma ONG sem fins lucrativos ou uma empresa? Já que levantaram tantas questões polêmicas no edital, vejam bem quem assinou, agora será feita a análise e dia 17 será publicado o resultado. Mas que resultado se só tem uma participante, é aceitar ou dizer não. Aos de plantão que são contra as concessões públicas só fazem oposição e nada constroem, já são 22 anos de espera. Faço esse pedido de saber quem é essa associação e seus integrantes porque só ontem recebi várias ligações perguntando se eu sabia. Transparência é tudo o que precisamos, mas que o projeto vá adiante porque o local merece bons investimentos da iniciativa privada.

Polícia: qual é o dia que nós nos deparamos além das ocorrências locais, droga por toda parte, fronteiras fechadas, mas o contrabando tem vindo. Graças a polícia que tem feito abordagem e surpreendido os contrabandistas, mas uma blitz me chamou atenção hoje em todo o Brasil, uma potente facção criminosa e mais de 40 mulheres são procuradas inclusive por serem líderes de grupos, elas estão investindo no ganho fácil, pela facilidade em seduzir e aproveitar o momento. O que fazer para dar um basta na criminalidade e na droga? Quantas vítimas só nessa semana no estado por ter problemas com as facções. O crime que chocou no Vale do Rio Pardo, mas pelo que foi dito os motivos eram conhecido, até o interior está ganancioso pelo ganho fácil, vamos cuidar os filhos na adolescência e juventude e ocupa-los para evitar isso.

Mensagem do Evangelho de hoje (Mateus 13,36-43): Os discípulos disseram: – explique-nos a parábola do joio. Jesus respondeu: – aquele que semeia a boa semente é o filho do homem. – Haverá m momento final quando se fará a separação entre bons e maus. Se acreditarmos na liberdade humana e na justiça divina temos de supor pelo menos a possibilidade de alguns não aceitarem a salvação. Terminado o tempo da paciência de Deus haverá a hora da justiça final e definitiva, devemos olhar para aqueles que desviam até verbas destinadas À saúde e para os pacientes, será que estão bem? E os que levaram a Lava-Jato, sentem-se realizados. Vamos pensar sempre na justiça divina, na separação do joio e da semente que não germinou a contento.

APOIO: Vidraçaria Miragem, CFC Padre Reus, Construtora Jobim, Pampeiro, Expresso Medianeira, AM Brum Assistência Familiar e Funerária Angelus, Ravanello Restaurante, Desinservice, Sislimpa, Sicredi, Casa do Pastel, Floricultura Yamamoto, Sercimaq, Labivida, Pozzobon Agropecuária, Auto Ivo Multimarcas, Churrascaria Bovinu’s, Restaurante Estância do Minuano, Mecânica Manfio, Irmãos Bissacotti, Sucessu’s Tecidos e Malhas, Churrascaria Tertúlia, Agafarma Camobi, Walter Beltrame, Sibrama, Aguativa, Redemac Potrich, SM Fibras, Ponto da Dieta, Santa Catarina Transportes, Pizza You, Mecânica Medianeira Randon, Vigilare, Madeireira Cerrito, HCAA, Duque Auto Posto, Unimed, Moinho Santa Maria, Loja Safira, Frazzon Iluminação, Restaurante Vera Cruz, Ponto das Pedras, Multipress, Beliva Distribuidora, Posto São Marcos, Guigu’s Gás, Casa do EPI, Bella Trento.

Comment here