Sem categoria

Do trigo vem a farinha

O principal é o pão, quem não consome? E, além disso, as variedades que encontramos hoje em que a tecnologia chegou nessa indústria também. Até o pão integral circula em alta no mercado com valores a serem analisados antes de comprar o produto. Sabemos o quanto o mundo produz do trigo e o seu aparecimento é atribuído a Deusa Ísis pelos egípcios; os fenícios, a Dagon; os hindus, a Brama; os árabes, a São Miguel; e os cristãos a Deus. O trigo foi o primeiro cereal que o ser humano aprendeu a cultivar através dos séculos passou a estocar o excedente como alimento de consumo para o inverno e a semente para o novo plantio. Mas dada a produtividade passaram a escolher as regiões onde as condições do solo eram mais favoráveis e assim nasceram os agricultores, com a troca de informações e experiências avançaram e a moagem foi criada pelos romanos, quem não lembra os moinhos antigos com roda d’água e a pedra para moer o trigo. E no Brasil foi trazido em 1534 pelos portugueses, as primeiras sementes foram lançadas nas terras da capitania de São Vicente e o ponto alto a Ilha de Marajó se tornou muito famosa. No Rio Grande do Sul o solo é propício ao plantio do trigo em determinadas regiões, mas em outros estados também o cultivo vem ganhando espaço. No mês de outubro foi feita abertura oficial da colheita desse ano em Cruz Alta, capital estadual do trigo. Deste produto quanto o consumidor encontra de novidades em termos de produção e não só aproveita o grão do trigo como seus componentes. Em nossa cidade o plantio é reduzido, mas temos aqui uma indústria que situa-se entre os cinco primeiros moinhos do estado no setor de moagem e industrialização, o Moinho Santa Maria, dos empreendedores da família Antoniazzi localizado na Rua Aristides Lobo no bairro Rosário e que passou recentemente por transformações com modernos equipamentos e aqui é produzida entre outras a famosa farinha Maria Inês que se consagrou pela qualidade e a procura pelo consumidor e no dia 12 de outubro a empresa festejou 70 anos protegida por Nossa Senhora Aparecida.

Comment here