Sem categoria

Condomínios

Até pouco tempo para alguém assumir o cargo de síndicos era difícil, pode ser de prédios ou de casas em condomínios fechados, no linguajar diário. Mas com o passar do tempo, passaram a dar direitos aos síndicos como não pagar sua taxa, ter algum salário, em alguns casos na reforma o empreiteiro reservar uma comissão e assim foi crescendo. Hoje tem prédios e condomínios com mais de 200 unidades que a receita chega a R$ 100 mil por mês, um valor considerável para ser administrado. Mas a profissão é boa e rentável, mas surgiu o síndico profissional que administra vários condomínios e acaba tendo um salário de marajá. A indagação é quando pode ser destituído um síndico? A qualquer momento, é que nem cassar um mandato político. A assembleia convocada legalmente conforme regulamento e a convenção podem suspender o serviço do profissional principalmente se constatarem uma gestão que deixa a desejar ou alguns problemas administrativos. Se for um profissional tem que ter cuidado sobre o contrato de serviço, este tem que ser bem elaborado, com pessoas que conheçam a legislação para que quando for mandado embora não cause ou resulte em uma ação trabalhista com todos os direitos. A assembleia tem poderes para contratar e demitir, mas sempre devem fazer um contrato com deveres e direitos. Inclusive sugerimos ao síndico profissional que for contratado deve a assembleia determinar que ele assine o ponto de entrada e saída, pois, no contrato deve constar seus deveres de estar no local para evitar ações futuras. E quando for morador que tenha salário, da mesma forma, mesmo que resida lá deve registrar as horas que trabalhar. Sabem os leitores que no Brasil o que não faltam são leis que preveem mais direitos do que deveres .

Comment here