Editorial

Agosto vai começar

Em 2020 diferente. Se no passado tínhamos com gravidade o mês da raiva (cachorro louco), o frio sempre existiu e também tínhamos a volta à normalidade porque sempre em julho era o mês da trégua com férias escolares e passeios. E após cinco meses vamos dar continuidade atendendo os decretos das autoridades, o distanciamento, fique em casa, aproveite o bom convívio familiar, pois estamos ingressando em um tempo novo de restauração e devemos implantar em cada um a conscientização de que o momento vai ser diferente assim que passar a primeira fase temos esperança de que estejamos prestes a superar o anseio dessa passagem para que cada um possa buscar seus objetivos. E após pensar na segunda fase, nas mudanças que serão inevitáveis. Na certa não será como antes, cada um de nós sentiu pelo que foi visto quase 100 mil vítimas no Brasil, famílias foram surpreendidas e quando nem imaginavam perderam um ente querido e com isso nos deixaram uma lição de uma vida diferenciada. Devemos trabalhar com ética, transparência, sem inveja, ódio, ganância e com o poder de perdoar sempre porque ele só tem a construir. Faça uma retrospectiva de março até o presente sobre quanta solidariedade tivemos a começar pelo governo que se não tivesse vindo o auxílio emergencial como estaríamos? Em outro plano também os voluntários, nunca se arrecadou tanto e foi repassado para pessoas que precisavam. Agora em agosto vamos ter cautela, planejamento para superar o possível frio rigoroso que virá e junto com ele sempre a possibilidade de abrir caminhos para as doenças de inverno. Quem aguentou até agora, suporta mais um pouco. E junto à sua família em seu segmento de fé agradeça o dom da vida e que o mês seja de paz, harmonia e que lá por Brasília reine também a paz e o entendimento. Vamos nos preparar para no dia 9 homenagear os pais de qualquer forma, a maior homenagem na certa para cada família foi o convívio familiar de março até agora. E o mês de agosto nos traz recordações, aniversários, vítimas, eu não esqueço o dia 4 de 1964, também não o 24 de agosto. Mas nunca deixe de acreditar, persistir e ter a esperança de que tudo passará. Bem-vindo agosto! Iniciamos o mês com a data que marca Santo Afonso de Ligório, o santo que criou a Congregação dos Padres Redentoristas que coordena o Santuário Nacional de Aparecida e estão espalhados pelo mundo.

Comment here