Artigo Padre Bertilo

A responsabilidade humana

Artigo Pe. Bertilo João Morsch – Pároco da Paróquia da Ressurreição e Reitor do Seminário Maior São João Maria Vianey.

À primeira vista chocamo-nos com tantas exigências e sentimos a tentação de nos recolhermos ao ermo. Dá impressão de anarquia: as leis, como os valores, estão anarquizadas. Não obedecem a uma hierarquia. Por isso, umas parecem excluir as outras. A técnica toma o lugar da ética e da moral… porem sabemos que a letra mata, mas o Espírito vivifica. Quando tentamos formular as leis, percebemos que elas não exprimem a totalidade. Parecem até imposições externas e, sob muitos pontos, arbitrárias. É que a norma tem a ver com a liberdade. Sua execução deve passar pela responsabilidade. Não basta a letra. É preciso assumir, com convicção. Aquilo que se apresenta objetivamente, numa formulação concisa e imperiosa, deve tornar-se subjetivo e ser assumido.
É como o alimento. Não basta colocá-lo dentro do organismo. É preciso assimilá-lo. E para isto temos uma capacidade limitada. Comendo ou bebendo mais que a capacidade de assimilação, desperdiçamos o alimento e sobrecarregamos o dispositivo da digestão. Se ingerirmos de menos, começamos a sentir fraqueza e acusamos sintomas de subnutrição. Mas, antes disto, a fome nos chama a atenção e impele a suprir o que falta.
No plano espiritual também temos uma capacidade limitada de conhecer e amar. Não adianta sobrecarregar a atenção com uma enxurrada de informações. Não as conseguiremos reter e nos sentiremos logo cansados e sem interesse.
O mesmo acontece no plano da ação, aliás, mais limitado ainda que a assimilação física de alimentos e a espiritual, de notícias. Não conseguimos prestar atenção a muitas coisas simultaneamente, nem fazer muitas coisas ao mesmo tempo. Por isso diante da urgência de muitas frentes, devemos escolher e priorizar. Fazemos uma coisa após outra. O maior problema não é optar entre o bem e o mal. Raramente estamos diante deste dilema. Mas é optar entre fazer uma coisa boa ou outra coisa também boa. E ás vezes, optamos entre muitas coisas boas. O provérbio chega a dizer que o ótimo é inimigo do bom.
Estamos no tempo, para fazermos uma coisa depois da outra. Tenho minha agenda, que segue, basicamente, uma ordem cronológica. O que for marcado primeiro prevalece. Isto quando envolve outras pessoas: são compromissos assumidos. Mas, acima de tudo, está uma hierarquia de valores. Precisamos evitar a anarquia de valores, que não permite escolher e optar criteriosamente.
Diante da enormidade das tarefas e da multiplicidade das normas, impossíveis de serem cumpridas todas, principalmente em se tratando das leis civis, precisamos fazer opções criteriosas. Isto significa agir responsavelmente. Voltamos por isso a grande pergunta sobre qual o maior mandamento. E recebemos de Vós a resposta, que é amar. Péguy dizia que tudo começa na mística e termina na política. Vós diríeis que tudo começa no amor e passa para o legalismo. Ajudai-me Senhor a sair do legalismo e procurar sempre o essencial: o amor, a bondade.

APOIO: Construtora Jobim, Pampeiro, Expresso Medianeira, Floricultura Yamamoto, Casa do EPI, Vidraçaria Miragem, CFC Padre Reus, AM Brum Assistência Familiar e Funerária Angelus, Desinservice, Sislimpa, Sicredi, Unimed, Dr. Adair Marques, Sercimaq, Labivida, Pozzobon Agropecuária, Auto Ivo Multimarcas, Posto São Marcos, Churrascaria Bovinu’s, Sibrama, HCAA, Multipress,  Sindisama, Acolher em Casa, Restaurante Minuano, Mecânica Manfio, Irmãos Bissacotti, Beliva Distribuidora, Ponto da Dieta, Sucessu’s Tecidos e Malhas, Churrascaria Tertúlia, Agafarma Camobi, Walter Beltrame, Redemac Potrich, SM Fibras, Santa Catarina Transportes, Pizza You, Vigilare, Bella Trento, Mecânica Medianeira Randon, Madeireira Cerrito, Guigu’s Gás, Duque Auto Posto, Loja Safira, Frazzon Iluminação, Restaurante Vera Cruz, Ponto das Pedras, Ravanello Restaurante, Moinho Santa Maria, Casa do Pastel, Estação Rodoviária, Tiane Jóias, Ótica Noal, Benetti Móveis de Gramado.

Comment here